Ir para conteúdo principal

Notícias

PEDIDOS DE PATENTES EM PORTUGAL TRIPLICAM NA ÚLTIMA DÉCADA

Os pedidos de patente com origem em Portugal junto do Instituto Europeu de Patentes (IEP) aumentaram 23,1% em 2019, o segundo ano consecutivo de crescimento acentuado (com um crescimento de 47,3% em 2018).

No ano passado, as empresas, instituições de investigação e universidades portuguesas apresentaram 272 pedidos de patente junto do Instituto Europeu de Patentes, o número mais alto de sempre. Na última década, os pedidos de patente com origem em Portugal junto do IEP mais do que triplicaram (+236%). (ver gráfico “Crescimento dos pedidos de patentes portugueses no IEP ”).

Este aumento deve-se sobretudo ao crescimento significativo em 10 das 15 áreas tecnológicas de maior importância no país. A tecnologia médica foi a área com um maior número de pedidos de patente em 2019 (22 pedidos de patente, +83,3%), seguida das áreas de farmacêutica (19 pedidos de patente, +35,7%) e “mobiliário, jogos” (18 pedidos de patente, 50%). Os crescimentos mais significativos de pedidos de patente registaram-se nas áreas de “tecnologias de informação para gestão”, que subiu de um para dez pedidos, “controlo (de maquinaria)”, que também subiu de 1 para 10 pedidos, e “maquinaria elétrica, dispositivos, energia” que subiu de 4 para 14 pedidos.

Saiba mais: https://bit.ly/3bcw1h8

 

Voltar para a lista